terça-feira, 13 de outubro de 2009

Sobre fazer primeiro aquilo que se devia fazer depois

Precipitei-me contra ti, porque tinhas os olhos bonitos e o cabelo negro como o luto das velhas. Trocámos palavras, poucas ficaram para contar história.
Depois precipitei-me para longe de ti porque me cheiravas a coisa estranha e desalinhada. Trocamos palavras, e a partir de hoje vamos construindo a nossa história.

1 comentário:

Laura disse...

Vim aqui dar por acaso.
Também tenho um Photomaton e achei piada...